PAIXÃO CORTES FOTO ARQUIVO CANTINHO GAÚCHOA Diretoria da Associação Bageense de Engenheiros Agrônomos - ABEA lamenta a perda de um dos mais ilustres nomes do Rio Grande do Sul, o folclorista, compositor, radialista e pesquisador gaúcho João Carlos D’Ávila Paixão Côrtes.

O folclorista, referência no estudo e na própria formatação da identidade do gaúcho, deixa como legado aquilo que só cabe na biografia dos mais importantes pesquisadores,  sua imagem se confunde com a do objeto que ele dedicou a vida a desvendar.

Natural de Santana do Livramento, o Engenheiro Agrônomo Paixão Côrtes, formado em 1949 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi responsável pela abertura de mercado da ovinocultura no Estado. Foi ele quem trouxe da Europa novos métodos e tecnologias de tosquia, desossa e gastronomia, além de incentivar o consumo de carne ovina. Desenvolveu ainda na Secretaria da Agricultura o trabalho de extensão no interior do Estado.